Colégio Ecologia

Desde 1991 educando para ser!

 

A participação dos pais na vida escolar dos filhos


          A importância da participação dos pais na vida escolar dos filhos

     A demonstração de interesse pela vida escolar dos filhos é parte fundamental em seu processo de aprendizagem. Ao perceber que os pais e a família se interessam por seus estudos e por suas experiências escolares a criança sente-se valorizada, desenvolvendo-se de forma segura e com boa autoestima.
Quando a criança entra na escola traz consigo experiências adquiridas no convívio com meios anteriores o que lhe permitirá formar uma determinada visão sobre si mesma.  O convívio na escola significa para ela, uma ampliação em sua esfera de relações. Na escola a criança conhecerá outras crianças com as quais deverá compartilhar uma parte de sua vida, além de estabelecer relações com adultos que não pertencem a sua família.
Acompanhar o crescimento educacional dos filhos aumenta suas habilidades sociais e diminui a chance de problemas comportamentais.    Quanto maior o envolvimento dos pais nas experiências escolares das crianças, mais facilidade de fazer amigos elas terão!
Sendo assim, quanto mais os pais conversam sobre a escola, visitam o local, se envolvem com as lições e os trabalhos e incentivam o progresso educacional dos filhos em casa, melhores serão suas habilidades sociais.
     A participação familiar na vida escolar dos filhos leva-os, dentre outras coisas, à demonstração de um maior autocontrole e à manifestação de um comportamento cooperativo.
Os pais precisam entender, no entanto, que acompanhar a vida escolar dos filhos não deve significar apenas cobrar. O acompanhamento pressupõe muito mais do que isso. É necessário estimular, motivar, valorizar, ensinar, conversar, prestigiar, discutir. Nessa parceria, a cobrança é a última ferramenta a ser utilizada.
Quando a criança se sente ouvida, apoiada, prestigiada, se sente mais estimulada para aprender e aproveitar todas as oportunidades que a escola promove.
Neste processo ganha a criança, a família e a escola. Neste processo somos todos vencedores.

Família e Escola: Uma Parceria Positiva

     Denomina – se família o primeiro grupo social do qual fazemos parte, onde cada um começa a construir sua história de vida, e sua identidade cultural. Por meio da família, o indivíduo recebe influências de valores e convivência no grupo, o que é essencial para o desenvolvimento individual da criança. É nesse momento que a criança começa a construir sua personalidade. Para ela família é o seu ponto de sustentação. A convivência e o relacionamento familiar são fatores relevantes para o bom desempenho da criança. Assim, cabe a família fazer a mediação da criança e jovens entre ela, o mundo e a escola. Ajudá-la na adaptação, são fatores fundamentais para seu desenvolvimento educacional e social. A família na vida escolar das crianças é a raiz, ou seja, e na família que se definem fundamentos da vida afetiva, moral e ética. A escola surgiu como uma necessidade social, com o objetivo de dar auxílio para que o indivíduo se situe como pessoa criadora e conhecedora de seus propósitos. É importante que os pais ou responsáveis pelas crianças demonstrem interesse em tudo no que diz respeito à escola do filho, para que ele perceba que estudar é algo prazeroso e indispensável para a vida. A participação dos pais na educação formal dos filhos deve se proceder da maneira constante e consciente, integrando-se ao processo educacional, participando ativamente das atividades da escola. Essa interação só tem a enriquecer e facilitar o desempenho escolar da criança. Diante desta realidade, os pais devem deixar bem claro para os filhos a importância de estar freqüentando a escola, mostrando as vantagens oferecidas pela mesma.  Nota-se, que muitos pais vêem na escola uma oportunidade dos filhos terem um futuro melhor, realizarem-se profissionalmente, até mesmo porque enquanto os filhos estão na escola estão livres dos perigos da rua. Com a valorização que os pais dão à escola, incentiva os filhos a perceberem a importância do saber.

 

Fonte: PARO V. H. Qualidade do Ensino: A contribuição dos pais. São Paulo: Xamã, 2000. 126 p.

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Área Restrita


Esqueceu a senha?